Mercado de ônibus registra discreto crescimento em 2021

O segmento, que foi um dos mais atingidos pela crise sanitária, tem apresentado estabilidade nos últimos meses e registrou um pequeno aumento de 0,9% no acumulado do ano

Márcia Pinna Raspanti

De acordo com o levantamento divulgado pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), o mercado brasileiro absorveu 14, 1 mil ônibus em 2021, o que representa 0,9% de aumento em relação ao ano anterior. Em dezembro, foram 1,2 mil ônibus licenciados, com um crescimento de 12,8%, em relação ao mês anterior, e de 2,7% em comparação a dezembro de 2020.

Luiz Carlos Moraes, presidente da Anfavea, destacou que o segmento de ônibus enfrenta um momento difícil, em decorrência da queda do número de passageiros causada pela pandemia e devido aos aumentos de preços que impactaram as operações, como o preço do combustível. “É importante discutir um novo modelo de transporte público, mais eficiente e sustentável financeiramente”, comentou. Moraes enfatizou a relevância do programa Caminho da Escola para este mercado.

Marco Saltini, vice-presidente da Anfavea, também assinalou as dificuldades deste segmento. “O mercado de ônibus sofreu bastante com a pandemia e ainda continua bastante fragilizado. É importante lembrar que houve uma licitação de sete mil ônibus do programa Caminho da Escola, e que a maior parte destes veículos será licenciada neste ano”, observou.

No ranking das montadoras, a Mercedes-Benz aparece em primeiro lugar com 3,69 mil ônibus licenciados, o que representa uma queda de 9,6% em relação a 2020; seguida pela Volkswagen Caminhões e Ônibus, com 5,83 mil e decréscimo de 13%; e da Agrale, que é parceira da Marcopolo na montagem dos micro-ônibus Volare, com 2,84 mil ônibus.

Segundo a Anfavea, no ano passado, a produção de ônibus no Brasil registrou um crescimento de 2,6% em relação ao ano anterior, com 18,88 mil veículos fabricados em 2021. Do total de ônibus produzidos, 2,39 mil foram modelos rodoviários, segmento que teve queda de 18,4% em relação a 2020; e 16,48 mil foram urbanos, incluindo os modelos escolares, o que representa alta de 6,6% em relação a 2020 no segmento.

Em dezembro, foram produzidos 1,42 mil ônibus, sendo 127 rodoviários e 1,3 mil urbanos e escolares. O resultado representa retração de 9,7% em relação a novembro de 2021 e incremento de 41,6% na comparação com dezembro do ano anterior. As exportações de ônibus montados brasileiros em 2021 totalizaram 4,23 mil ônibus, com uma expansão de 2,8% sobre 2020.

Por