BRT Sorocaba transporta mais de sete milhões de passageiros em um ano de operação

O BRT Sorocaba iniciou suas atividades em 30 de agosto de 2020, com a ativação do corredor Itavuvu/terminal Vitória Régia e, no primeiro semestre de 2021, realizou a entrega do trecho corredor Ipanema/terminal São Bento

O BRT Sorocaba, no interior de São Paulo, completa um ano de operação e atinge a marca de mais de sete milhões de passageiros transportados ao longo deste período, em uma frota de 87 veículos. O sistema iniciou suas atividades em 30 de agosto de 2020, com a ativação do corredor Itavuvu/terminal Vitória Régia e, no primeiro semestre de 2021, realizou a entrega do trecho corredor Ipanema/terminal São Bento.

Com aporte de R$ 50 milhões em tecnologia, foram instaladas 1,9 mil câmeras, distribuídas nos veículos, estações, terminais e vias, e 482 telas embarcadas, em abrigos, estações e terminais, e ainda 380 dispositivos de bilhetagem e 17 postos de autoatendimento.

A operação conta também com 462 computadores de bordo, 330 antenas, 110 km de fibra ótica e 48 servidores. Para conectar e integrar todos os dispositivos da operação, é utilizado o sistema inteligente de transporte (ITS), que possui 16 soluções integradas, via plataforma desenvolvida pelo CittaMobique recebe as informações, processa, interage e envia comandos ou mensagem para a central de controle. A solução engloba, desde informações produzidas nos terminais, ônibus, catracas, bilhetagem e câmeras até sensores das portas, TVs e canais de som. Tudo isso concentrado em uma única interface controlada, de forma remota.

Para Manoel Ferreira, diretor de operações do BRT Sorocaba, em um ano de atividades, o balanço é satisfatório e animador.

“O investimento em tecnologia nos permite entregar um serviço de transporte coletivo com mais qualidade, autonomia e autossuficiência. Estamos muito contentes, pois o BRT foi inaugurado em um momento muito difícil de adversidade, devido à pandemia. Tivemos muitos desafios, mas conseguimos vencer. Concluímos a fase de implantação, começamos a operação e, hoje, estamos comemorando o sucesso de um sistema que chegou para facilitar a vida dos sorocabanos. Oferecemos um transporte com benefícios de embarque rápido, conforto, acessibilidade e segurança que fazem a diferença no dia a dia das pessoas”, comenta. 

Além dos corredores exclusivos e dos terminais, o projeto requalificou dez vias e 91 pontos de paradas distribuídos nas zonas norte, sul, leste, oeste e centro. As avenidas receberam uma faixa especial de concreto e um novo asfalto. Já, os pontos de parada ganharam um mobiliário urbano com cobertura, assentos, espaço reservado para cadeirante, tomadas USB, placas solares e painéis informativos que indicam a chegada do ônibus.

No modelo de contrato do BRT Sorocaba, a concessionária investe na construção do viário e na operação e manutenção futura de todo o sistema. Ou seja, a empresa de ônibus é responsável pela elaboração do projeto, pela construção e requalificação das vias onde os ônibus passarão, pelo transporte de passageiros e, ainda, pela conservação de toda infraestrutura ao longo dos anos.

Em todo empreendimento, está previsto um investimento total de R$ 450 milhões em obras de infraestrutura, projetos, desapropriações, material rodante e ITS – sendo R$ 133 milhões da subvenção da prefeitura de Sorocaba (R$ 127 milhões vindos do governo federal) e o restante de responsabilidade do concessionário 

Por