Mercado de ônibus recua 1,77% no quadrimestre

Em abril, o setor emplacou 1,4 mil veículos, o que significa queda de 6,67% sobre março, quando foram emplacados 1,5 mil ônibus

Em abril, o mercado de ônibus emplacou 1,4 mil veículos, o que significa queda de 6,67% sobre março, quando foram emplacados 1,5 mil ônibus. Comparando com abril de 2020, quando foram negociadas 460 unidades, houve aumento de 204,35%. Os dados foram divulgados pela Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave).

Com a retração do mercado, no acumulado de 2021 foram emplacados 5.652 ônibus, com uma queda de 1,77%, na comparação com igual período do ano passado (5.754 unidades).

“As vendas de ônibus se mantêm em um nível baixo, por conta da retração da demanda, como consequência do avanço da segunda onda da Covid-19 e as consequentes restrições de circulação e cancelamento de viagens”, explica Assumpção Júnior, presidente da Fenabrave.

No ranking histórico das vendas de ônibus, o mês de abril está na 16ª. posição e o acumulado de 2021 ocupa a 14ª. colocação.

Por