Mercedes-Benz inicia a montagem do ônibus elétrico no fim de 2022

Protótipos do modelo elétrico eO500U já estão rodando, um na Alemanha e um em São Paulo; e para complementar o portfólio de elétricos, a empresa conta com a parceria da Eletra

Sonia Moraes

A Mercedes-Benz prevê que até o fim de 2024 o Brasil terá mais de três mil ônibus elétricos, sendo que o maior volume, de 2,6 mil, estará concentrado em São Paulo. São José dos Campos (SP) terá 350 veículos, Curitiba (PR) 150, Campinas (SP) 140, Goiânia (GO) 114, São Bernardo do Campo (SP) 96, Rio de Janeiro 62, Itajaí (SC) 45, Niterói (RJ) 40, Salvador (BA) 20 e Vitória (ES) quatro veículos.

Para acompanhar a transição da eletromobilidade, a Mercedes-Benz disponibiliza o ônibus elétrico eO500 U modelo Padron 4×2 piso baixo com autonomia de até 250 quilômetros com quatro packs de bateria – dois motores de 340 cv – posicionados no eixo traseiro do veículo – e capacidade para transportar 84 passageiros. É o primeiro modelo com ar-condicionado produzido pela própria montadora.

Dois protótipos do ônibus elétrico já estão rodando na Alemanha e em São Paulo. “Vamos começar a montagem desses ônibus no fim de 2022, ficando o maior volume para 2023”, disse Walter Barbosa, diretor de vendas e marketing ônibus da Mercedes-Benz, durante coletiva de imprensa on-line realizada em 13/07.

O diretor da Mercedes-Benz afirmou que a cidade de São Paulo vai precisar de mil ônibus elétricos até o fim de 2023. “Deste total, 500 carros já estão sendo negociados com os principais operadores de São Paulo pelas montadoras”, disse Barbosa.

Para garantir o atendimento da demanda das demais cidades brasileiras, a Mercedes-Benz oferece os chassis O500 U de 12,5 metros, o modelo O 500 UDA de piso baixo e o O 500 MDA de piso alto, ambos superarticulados de 21,5 metros, que contam com parceria da Eletra para eletrificação”.

Desses modelos, a empresa já tem 108 encomendados, sendo 96 para São Bernardo do Campo (SP) – modelo O500 UDA superarticulado piso baixo –, oito para Salvador, e quatro para Vitória, do Padron O500U piso baixo.

Os veículos para Vitória e Salvador já foram entregues. “Os chassis estão em fase de eletrificação na Eletra e depois irão para a Caio fazer a montagem das carrocerias, e entrarão em operação até o fim deste ano”, disse Barbosa.

Os outros ônibus, que irão circular no corredor BRT da região do ABC, serão produzidos por fases, porque a infraestrutura do sistema ainda não está pronta. “São veículos de 21,5 metros articulados sobre o chassi O500 UDA piso baixo. Dos 96 ônibus, dez chassis já estão prontos e serão enviados para eletrificação, com previsão de serem finalizados a montagem entre outubro e novembro deste ano. O restante desse lote deve ficar pronto até 2024, quando as obras públicas do corredor BRT estarão concluídas”, esclareceu Barbosa.

Barbosa afirmou que 2022 é o ano em que o veículo elétrico começa a sair do papel. Para 2023, a expectativa é de que o número de emplacamentos de modelos elétricos seja superior a mil unidades. “A Mercedes-Benz investiu mais de R$ 100 milhões na tecnologia de ônibus elétrico. A empresa está preparada para a transição da eletromobilidade, com produto, estrutura de pessoal e capacidade para produzir os modelos elétricos no Brasil e já conta com parcerias importantes para o negócio”, disse Barbosa.

“A Mercedes-Benz está apta para fornecer todo o ecossistema da eletromobilidade, que inclui o produto, a infraestrutura de recarga e energia (os parceiros de negócio farão toda a infraestrutura da rua para a garagem do empresário e da garagem até os pontos de carregamentos), manutenção, peças e treinamento.”

Por