Anfavea apoia ampliação de infraestrutura para eletrificação

Em 2035, o país deve ter em torno de 3,2 milhões de veículos elétricos em circulação, o que demanda a instalação de mais de 150 mil pontos de recarga, segundo a entidade

Em sua última coletiva de imprensa como presidente da Anfavea, Luiz Carlos Moraes anunciou a criação de um grupo de trabalho com foco na infraestrutura para a eletromobilidade. Constituído por representantes das montadoras, o grupo poderá receber colaboração de outras empresas, incluindo importadores de veículos.

Os objetivos principais são a definição de rotas prioritárias para estações de recarga rápida em rodovias; busca de parceiros para criação de rede de postos de abastecimento (concessionárias de rodovias, empresas de energia) e identificação de possíveis estímulos para o uso de veículos eletrificados (redução de impostos e taxas, isenção de rodízio, entre outros).

“Hoje temos no Brasil cerca de mil pontos de recarga para uma frota estimada em dez mil veículos elétricos. De acordo com as projeções do estudo ‘O caminho da descarbonização do setor automotivo’, apresentado pela Anfavea em agosto do ano passado, teremos em 2035 algo em torno de 3,2 milhões de veículos elétricos rodando no país, o que demanda a instalação de mais de 150 mil pontos de recarga”, explicou Moraes. O investimento estimado é de R$ 14 bilhões.

Por