Adriano Brasil, diretor de transporte urbano de Sorocaba, destaca a importância do novo BRT da cidade

O BRT Sorocaba conta com investimentos de R$ 384 milhões para a execução de obras de infraestrutura, projetos, desapropriações, material rodante e de sistema inteligentes de transporte (ITS). Adriano Brasil, diretor de transporte urbano de Sorocaba, concede uma entrevista à revista Technibus, em que aborda as inovações do sistema

Technibus – Qual a importância da obra para a cidade?

Adriano Brasil –  O BRT é um novo conceito de locomoção por ônibus, possui infraestrutura segregada com prioridade de passagem dos ônibus, cobrança da tarifa fora do veículo, tratamento das interseções, otimização semafórica e embarque por plataforma em nível, possibilitando que os ônibus trafeguem rapidamente, com redução de atrasos em congestionamentos, proporcionando conforto, segurança, satisfação e credibilidade, bem como se tornando um modelo atrativo para ainda mais pessoas.

Trata-se de uma obra de extrema importância para a cidade e sua população, pois o sistema BRT Sorocaba trará mais qualidade, rapidez e modernidade ao transporte público. Isso vem ao encontro do que a população espera para o transporte coletivo, que atenda às necessidades do usuário, que o poder público invista nisso, já que o transporte coletivo faz parte da vida da gente, sem esquecer do ponto de vista ambiental, da sustentabilidade, da eficiência energética com o uso de energia solar e reuso da água e a coleta seletiva. Além disso, irá contribuir com a reurbanização da cidade, com calçadas mais agradáveis, além de promover a eficiência energética, reduzindo a emissão de gases poluentes.

A proposta do sistema também visa maior inclusão social, já que sua infraestrutura é acessível para pessoas portadoras de deficiência, além de redução do impacto ambiental, incentivando a diminuição do transporte individual motorizado pela cidade.

Technibus – Para a população, quais serão os ganhos em mobilidade?

Adriano Brasil –  Com essas e outras mudanças que compõem o extenso e detalhado projeto do BRT em Sorocaba, o transporte coletivo ganha prioridade na circulação, o que contribui com a agilidade e conforto do serviço prestado aos passageiros. Ao entrar em operação, um sistema de transporte urbano eficiente como o BRT Sorocaba oferecerá à população viagens de ônibus mais rápidas, previsíveis e confortáveis, o que favorece o aumento do número de passageiros. Por consequência, se mais pessoas utilizam o transporte coletivo, há uma redução de carros nas ruas.

Technibus – Que soluções tecnológicas o senhor destacaria como diferenciais do BRT Sorocaba?

Adriano Brasil –  A maioria das pessoas acredita que o BRT seja apenas uma nomenclatura para um ônibus, no entanto, o BRT é um sistema composto por diversos dados operacionais e que conecta todas as frentes: do embarque do passageiro até o controle e eficiência dos trajetos.

No projeto BRT Sorocaba, o sistema inteligente de transporte (ITS) é uma referência nacional em inovação. Por meio de uma plataforma desenvolvida pelo aplicativo CittaMobi, 16 soluções integradas promovem a conexão e integração com todos os dispositivos da operação, desde informações geradas pelas catracas, bilhetagem e câmeras até sensores das portas, TV e canais de som.

Com a aproximação do ônibus, por exemplo, as portas das estações abrem automaticamente, garantindo eficiência e segurança ao sistema. Os ônibus do sistema BRT têm baixa emissão de ruído e poluentes e no painel do motorista há quatro câmeras que lhe permite monitorar toda a movimentação dentro do ônibus.

Na prática, a tecnologia ITS recebe as informações, processa, interage e envia comandos ou mensagem de texto e áudio para a central de controle. A solução adotada realiza o monitoramento de toda operação, acompanha os processos e possui ampla automação para ações remotas. As soluções disponíveis são: controle centralizado e previsões CittaMobi; monitoramento das unidades BRT; redes de transmissão de dados; monitoramento embarcado; multimídia, informação e entretenimento; sonorização digital; automação padrão Scada; alarme de segurança e de incêndio; bilhetagem e reconhecimento biométrico; venda de passagens integrado, aplicativo, bilheteria e autoatendimento; energia inteligente e fotovoltaica.

TechnibusQuais as vantagens do modelo de negócios adotado?

Adriano Brasil –  No Brasil, trata-se da primeira concessão precedida de obra no segmento de transporte com ônibus e soma um investimento de R$ 384 milhões na implantação de infraestrutura, projetos, desapropriações, material rodante e ITS (Sistema Inteligente de Transporte). Desse total, R$ 251 milhões é uma aplicação da iniciativa privada e R$ 133 milhões da subvenção da Prefeitura de Sorocaba (R$ 127 milhões vindos do Governo Federal).

Essa forma de gestão compartilhada permite este grande investimento em mobilidade mesmo com orçamento restrito em que se encontra atualmente o Poder Público e garante a continuidade no sistema independente da administração e principalmente agilidade nas manutenções.

Technibus – Há perspectivas de integrar o BRT Sorocaba com outros modais?

Adriano Brasil – Sim, o sistema BRT integra com as bicicletas públicas compartilhadas, além de garantir a integração entre várias linhas do sistema de transporte urbano. Para utilizar o sistema BRT, o passageiro pagará uma única tarifa na entrada das estações e, por meio do seu cartão de integração, poderá realizar três baldeações em até uma hora após o término da primeira viagem. Esse benefício é garantido a todos usuários que estiverem cadastrados no sistema de transporte da cidade.

Ao embarcar em um dos veículos BRT, o passageiro terá a possibilidade de chegar aos corredores BRT e estruturais, acessar os novos terminais e também os mais antigos (Terminais São Antônio e São Paulo). Assim, conseguirá se locomover em Sorocaba de norte a sul e de leste à oeste. Mais mobilidade com previsão e conforto.

Technibus – Quando o sistema começa efetivamente a operar? A pandemia afetou o cronograma do projeto?

Adriano Brasil –  A pandemia interferiu diretamente nas frentes de trabalho, alterando o cronograma previsto, já que várias medidas foram tomadas pela concessionária BRT a fim de evitar o contágio pela Covid-19. No entanto, no dia 13 de agosto a Concessionária BRT Sorocaba concluiu o eixo norte-sul. O trecho finalizado é formado pelo corredor BRT Itavuvu, o terminal Vitória Régia e os corredores estruturais General Osório e parte de áreas central e sul.

O corredor Itavuvu está localizado na avenida Itavuvu, possuindo aproximadamente seis quilômetros de extensão, 12 estações equipadas para embarque e desembarque (sendo duas para integração) pelo lado esquerdo em nível com os ônibus, tem 3,2 quilômetros de ciclovia requalificadas, e ganhou novas calçadas nas áreas de influência das estações. Os passageiros terão 57 pontos de acesso distribuídos por estas regiões. Ao final deste corredor, os usuários do transporte têm ainda um novo terminal de ônibus, o terminal Vitória Régia.

O Vitória Régia tem infraestrutura de plataformas de embarque, cobertura de estrutura metálica, piso de pavimento rígido, central de monitoramento 24 horas, atendimento de informações aos usuários, sanitários, assentos, wi-fi, espaços comerciais e acesso facilitado por rampas e piso podotátil para pessoas com necessidades especiais. O terminal também abriga um centro de controle operacional (CCO) responsável pela gestão do fluxo de veículos e passageiros. Já os corredores estruturais Sul, Central e General Osório que possuem o embarque e desembarque pelo lado direito, ganharam melhorias dos abrigos, calçadas com acessibilidade, pontos de parada com pavimento de concreto e requalificação dos trechos com um novo asfalto

Por