Prefeitura acata parcialmente recurso na licitação da bilhetagem digital no Rio de Janeiro

Com essa decisão, o Consórcio Bilhete Digital está desclassificado e o Consórcio Tacom passa a ser o primeiro colocado

A prefeitura do Rio de Janeiro, por meio da secretaria municipal de transportes o resultado da análise do recurso interposto pela empresa Sonda Mobility, uma das participantes da licitação da concessão do sistema da nova bilhetagem digital do transporte público na cidade.

A Sonda Mobility havia questionado as propostas econômicas apresentadas pelas duas primeiras colocadas. A prefeitura abriu prazo para a impugnação do recurso pelas demais licitantes e, após a análise,  decidiu acatar parcialmente os argumentos da Sonda Mobility quanto ao modelo da proposta econômica apresentado pelo Consórcio Bilhete Digital. 

Com essa decisão, o Consórcio Bilhete Digital está desclassificado e a nova ordem de classificação passa a ser da seguinte forma: a primeira colocada é a licitante Consórcio Tacom. A segunda  é a Sonda Mobility.  e a terceira,  a Autopass Bilhetagem Digital.  A Consórcio Tacom apresentou 108 milhões de outorga, 2% inferior ao valor da outorga ofertado pelo Consórcio Bilhete Digital,  que foi de 110 milhões.

O próximo passo é a abertura do envelope de habilitação, o que inclui a análise da situação jurídica e qualificação técnica da primeira colocada (Consórcio Tacom). A abertura está marcada para o dia 05 de agosto de 2022, às 11 horas, no auditório da Procuradoria Geral do Município.  A comissão especial de licitação da SMTR  iniciará a avaliação os documentos de habilitação e emitirá parecer quanto à conformidade com o edital.

Por