São Paulo vai fechar as bilheterias do Metrô e da CPTM até o fim do ano

A medida tem como objetivo reduzir custos, com a expectativa de conseguir uma economia de R$ 100 milhões por ano

O governo do estado de São Paulo anunciou que vai fechar todas as bilheterias do Metrô e da CPTM até o fim deste ano. A partir de 2022, a compra dos bilhetes digitais será feita exclusivamente por meio de aplicativo de celular, máquinas de autoatendimento nas estações e por uma rede credenciada nos entornos das estações.

Segundo a secretaria de transportes metropolitanos, os funcionários que exerciam a função na bilheterias vão ser realocados para outras áreas da adminstração. Ainda de acordo com a pasta, a expectativa é a de que o fechamento gere uma economia de R$ 100 milhões por ano.

O horário de funcionamento do serviço será reduzido a partir do dia 8 de outubro, nas estações Belém, da Linha 3 Vermelha do Metrô e Granja Julieta, na Linha 9 Esmeralda, que passarão a operar apenas nos horários de pico. No dia 15, as bilheterias dessas estações serão totalmente desativadas. O calendário para as outras estações ainda não foi divulgado.

No final do ano passado, a secretaria dos transportes metropolitanos lançou o bilhete unitário digital para ser utilizado nas estações do Metrô e CPTM. O bilhete funciona por meio de “QR Code” no aplicativo ou pode ser impresso em máquinas de autoatendimento.

Por