Trens da SuperVia têm redução de 60% de passageiros após tiros atingirem rede aérea

A operação dos trens no trecho segue irregular, com intervalos de mais de 60 minutos e os passageiros precisando trocar de composição

A Supervia informa que a situação de violência na região de Costa Barros, no Rio de Janeiro, impediu que a equipe de manutenção da empresa fizesse reparos no local onde, na noite de sábado (06/07), tiros danificaram a rede aérea. “Por causa desse cenário de insegurança, em mais um episódio em que a SuperVia é prejudicada em sua operação, na manhã desta segunda-feira, 08, a concessionária verificou uma redução de 60% no número de passageiros do ramal Belford Roxo”, declarou a Supervia.

A operação dos trens no trecho segue irregular, com intervalos de mais de 60 minutos e os clientes precisando trocar de composição na estação Mercadão de Madureira para seguir viagem até os terminais. Essa medida está sendo necessária para que o serviço dos trens não seja paralisado completamente no ramal Belford Roxo.

A SuperVia reforça que só enviará as equipes de manutenção para o local quando a situação de segurança estiver normalizada.

Veja também

Por