Compagas planeja avançar corredor sustentável para atender frota de ônibus no Paraná

A companhia viajou recentemente para Bogotá, na Colômbia, junto com a Amep, para conhecer o funcionamento da frota de veículos movidos a gás natural

A Compagas planeja avançar o corredor sustentável no Paraná com postos instalados em cidades estratégicas mapeadas pela companhia para atender frotas de ônibus movidas a gás. Segundo a empresa, esse tema está em tratativa avançada junto a Agência de Assuntos Metropolitano do Paraná (Amep), para a implantação de veículos a gás no transporte coletivo da região metropolitana de Curitiba. 

Recentemente, a Compagas acompanhou uma viagem junto com a Amep para conhecer o sistema de transporte público da cidade de Bogotá, na Colômbia, especialmente o funcionamento da frota de veículos movidos a gás natural com o objetivo de implantar o mesmo modelo no Paraná.

Conforme informações da Compagás, a cidade de Bogotá possui em seu sistema uma frota de 11 mil ônibus e a partir de 2021 incorporou ao serviço os veículos a gás, que hoje já somam 19% da frota operante. A empresa pública Transmilenio, responsável por toda a gestão da operação na cidade, contabiliza atualmente cerca de 1,5 milhão de passageiros transportados por dia útil.

O presidente da Amep, Gilson Santos, destaca que a visita ao centro de controle da Transmilênio e oficinas das empresas operadoras foi fundamental para conhecer na prática e obter dados técnicos reais da atividade. Hoje, em Bogotá, o gás natural está presente em todos os modelos que atuam no sistema, como por exemplo os biarticulados, articulados e padron. “Estamos buscando exemplos constantemente para aprimorar os serviços públicos no Paraná, o que já está em andamento com a licitação inédita que estamos propondo”, afirmou.

O diretor de transportes da Amep, Wilian Corrêa, disse que foi possível identificar a redução da emissão de poluentes, sobretudo como reflexo para a saúde pública. “Esse sistema também tem menor custo de manutenção.”

No ano passado a Compagas iniciou  estudos e projetos em parceria com a Scania, sobre a viabilidade da implantação dos ônibus a gás no Paraná. Marcelo Monteiro, gerente comercial e Luciano Cherobim, assessor de novos negócios da companhia, avaliaram de forma muito positiva a visita técnica ao sistema de Bogotá, principalmente para conhecer a infraestrutura necessária usada nas garagens para abastecimento das frotas. Um fator relevante na questão dos ônibus a gás é que toda a frota existente em Bogotá foi fabricada no Brasil, pela Scania.

Veja também

Por