Gillig usará sistema híbrido elétrico da Allison em seus ônibus

O sistema eGen Flex da Allison Transmission pode proporcionar às frotas de ônibus até 16 quilômetros de propulsão elétrica, sem necessidade de investimento adicional em infraestrutura

A Allison Transmission, fabricante de soluções de propulsão veicular para veículos comerciais e de defesa, informou que a partir deste ano a Gillig, que produz ônibus pesados nos Estados Unidos, vai usar o novo sistema híbrido elétrico de emissão zero eGen Flex – Zero Emission Vehicle (ZEV) -, da Allison Transmission.

Segundo a Allison, o sistema eGen Flex é capaz de melhorar a economia de combustível em até 25% em comparação a um ônibus convencional movido a diesel, além de ter a capacidade de operar com a mesma energia elétrica acessórios como o ar-condicionado e o aquecimento. Acionar esses acessórios com energia elétrica reduz a exigência sobre o motor a combustão, melhorando o consumo de combustível e os custos de manutenção ao longo da vida útil do veículo.

O sistema de propulsão eGen Flex também colabora para eliminar as emissões do motor e o ruído do seu funcionamento durante as operações de acesso e descida de passageiros, ou durante a circulação do ônibus em áreas densamente povoadas ou em depósitos com áreas limitadas. O sistema eGen Flex oferece autonomia totalmente elétrica de até 16 quilômetros, dependendo do ciclo de trabalho e das demandas de carga e dos acessórios, sem necessidade de investimento adicional em infraestrutura.

“Estamos entusiasmados em continuar nossa história de inovação com a Gillig por meio do lançamento do sistema de propulsão eGen Flex, que oferecerá aos nossos clientes uma operação elétrica completa, com capacidade de desligar o motor a combustão sem investimentos em infraestrutura ou em estações de recarga”, disse Rohan Barua, vice-presidente de vendas da Allison para a América do Norte.

“Por meio dessa solução, a Gillig e a Allison estão oferecendo aos seus clientes mobilidade total com emissão zero, enquanto mantêm o motor diesel para maior flexibilidade, servindo efetivamente como uma solução para as baixas emissões veiculares. O motor a diesel serve como um ampliador de autonomia, quando isso for necessário para rotas mais longas, a flexibilidade de rotas devido a congestionamentos não planejados ou reparos no caminho”, destacou o executivo da Allison.

“A Gillig e a Allison têm parceria de quase 50 anos na fabricação de ônibus da mais alta qualidade para seus clientes e usuários dos seus produtos”, disse Bill Fay, vice-presidente de vendas da Gillig. “Nossas empresas têm demonstrado como a engenhosidade americana está apoiando o desenvolvimento de um transporte público mais seguro e limpo, além de reciclar o dinheiro dos impostos em nossas comunidades.”

A Gillig recebeu da IndyGo – a Indianapolis Transportation Corporation – o primeiro pedido de ônibus híbridos elétricos equipados com o sistema Allison eGen Flex.

Desde 2003, a Allison já entregou mais de nove mil sistemas de propulsão híbridos elétricos que circulam globalmente. Esses sistemas acumularam quase 4,2 bilhões de quilômetros rodados, economizando mais de 1,15 bilhão de litros de combustível e evitando que três milhões de toneladas métricas de dióxido de carbono entrassem na atmosfera.

Por