Scania tem boas perspectivas para o mercado latino-americano

Apesar das diferenças entre os países da América Latina, a montadora observa uma retomada nos mercados da região

Sonia Moraes

Após dois anos de impactos negativos provocados pela pandemia da Covid-19, com restrições de circulação e redução de passageiros, a Scania está confiante na recuperação do mercado brasileiro de ônibus, com a retomada gradual das vendas no segundo semestre deste ano e em 2022.

Para o mercado latino-americano, as perspectivas da Scania também são bastante positivas. “Embora a vacinação não seja uniforme entre os países, estamos vendo os mercados retomando”, disse André Oliveira, gerente de vendas e marketing de ônibus da Scania América Latina.

Na avaliação de Oliveira, da forma como o cenário está evoluindo em médio e longo prazo, a eletrificação será uma realidade na região. “Mas acreditamos na convivência de diversas fontes de combustível. O futuro do transporte sustentável, mais do que elétrico, será eclético, com soluções plurais adaptadas a cada realidade e a cada sistema”, destacou.

“Além das tecnologias dos veículos, temos que pensar em criar sistemas cada vez mais inteligentes, mais eficientes e baseados na digitalização e com foco na segurança dos passageiros. Podemos fazer melhor uso dos veículos e trazer benefícios para a população, com viagens mais rápidas, confortáveis e seguras”, disse o gerente.

Oliveira citou o exemplo do TransMilenio, corredor de ônibus de Bogotá, na Colômbia, que tem como objetivo a renovação da frota com foco em reduzir as emissões. Para este sistema, a Scania já vendeu 741 ônibus – 562 biarticulados e 179 articulados. Para a linha alimentadora, já foram entregues 1.049 ônibus padron de 12 metros.

Entre os países da América Latina, o Chile vem tendo uma retomada mais acelerada com muitas vendas de modelos rodoviários e de fretamento, segundo Oliveira, porque o setor de mineração está fortalecido com as altas das commodities.

Para a rede Metropolitana de Mobilidade (RED) de Santiago, a Scania entregou 400 ônibus com motor diesel Euro 6 durante a pandemia. No Peru, a empresa teve negociações com a Anita Tours, que comprou 11 ônibus K360 4×2 para fretamento em mineração. São ônibus que já vem equipados com sistema de segurança ativa, como frenagem de emergência e controle de cruzeiro adaptativo. E na Argentina, a empresa está fazendo a demonstração dos seus primeiros ônibus a gás para operação urbana e rodoviária e tem tido aceitação positiva dos clientes, de acordo com Oliveira.

Por