MWM comemora 68 anos com 4,5 milhões de motores produzidos

Os propulsores de 2.9 a 7.2 litros fabricados no bairro de Santo Amaro (SP) atendem os segmentos veicular, agrícola, construção, geração de energia, industrial e marítimo

A MWM, fabricante de motores diesel e grupos geradores, atinge o marco de 4,5 milhões de motores produzidos no ano em que comemora 68 anos de fundação.

Os motores MWM, de 2.9 a 7.2 litros, atendem os segmentos veicular, agrícola, construção, geração de energia, industrial e marítimo e estão de acordo com as mais rígidas normas nacionais e internacionais de emissões de poluentes. São desenvolvidos pela engenharia brasileira, testados e validados no centro tecnológico da companhia localizado no bairro de Santo Amaro (SP), o que garante aos clientes alto nível de nacionalização e customização para as mais variadas necessidades dos mercados.

“Atingir o marco de 4,5 milhões de motores produzidos é mais um valoroso marco para a companhia, nos motiva a ir além e reforça nosso comprometimento com os clientes, parceiros de negócios, colaboradores e com a evolução da indústria nacional”, afirma José Eduardo Luzzi, presidente & CEO da MWM Motores e Geradores.

Na área de geradores, a MWM está em plena expansão dos seus negócios. Nos primeiros cinco meses do ano fiscal (novembro de 2020 a março de 2021), a empresa celebrou crescimento de mais de 265% no faturamento, quando comparado ao mesmo período do ano anterior, com comercialização no Brasil e exportações para países da América Latina, África Europa e Oriente Médio.

Além de motores e grupos geradores, a MWM conta com abrangente portfólio de peças de reposição, disponibilizados em três linhas de produtos: peças genuínas, opcionais e master parts (multimarcas).

Em 2021, a empresa espera lançar mais de 300 novos itens para o mercado de reposição. “Estar há mais de seis décadas desenvolvendo e produzindo o que há de melhor em tecnologia para motores, peças de reposição e agora, os nossos próprios grupos geradores demonstra a competência, a tradição e a excelência da equipe da MWM”, diz Luzzi.

Por