Maxtrack vende 5,2 mil equipamentos de wi-fi para empresas de ônibus de São Paulo

Diversas operadoras adquiriram o produto da marca, que recebeu a certificação da SPTrans de acordo com as regras do edital que rege a concessão do transporte público na cidade

Márcia Pinna Raspanti

A Maxtrack é uma das empresas fornecedoras dos equipamentos e tecnologia, que permitem aos usuários do transporte coletivo o acesso à internet por wi-fi, recém- introduzidos na frota da cidade de São Paulo. “O nosso produto foi homologado pela SPTrans, em função das exigências do edital. Do total de sete mil equipamentos (adquiridos nesta fase), que representam mais da metade da frota da capital paulista, já comercializamos 5,2 mil dispositivos, instalados até 31 de março. Em setembro, teremos mais um lote a ser instalado”, conta Robert Berger, diretor da BR Bus, empresa de software para o transporte de passageiros do grupo Maxtrack. 

O MTC-800 Advanced é uma central de conectividade embarcada, que oferece wi-fi de alto desempenho para tráfego de grande volume de dados, como descarga de vídeos, possibilidade de prover conteúdo offline a bordo, para até 50 conexões simultâneas, 4G LTE com “dual sim” e antenas múltiplas.

“O equipamento disponibiliza uma série de funcionalidades além do que foi pedido no edital, como câmera de visāo computacional que utiliza algoritmos para reconhecimento facial que registram toda a jornada do motorista e alertam para sinais de fadiga e desatenção, mesmo com o uso da máscara”, destaca Berger. 

Entre as empresas que adquiriram  o equipamento da Maxtrack estão:  Transppass, Viação Campo Belo, MobiBrasil, Ambiental Transportes, Viação Gato Preto, Gatusa, Transwolff, entre outras. 

Berger informa que a tecnologia do MTC-800 Advanced traz benefícios para o órgão gestor, as empresas operadoras e os usuários do sistema de transporte coletivo. “Toda solução é via web e baseada em Big Data. A operação pode ser feita pelo próprio gestor, de forma bastante simples, sem necessidade de estrutura para um centro de controle operacional. É possível administrar toda a operação em tempo real”, diz.

O equipamento também conta com sistema  integrado com capacidade de armazenamento de arquivos para uso embarcado ou posterior. Além de descarga em ponto de wi-fi, envio e recebimento em tempo real por 4G, memória interna de 144GB expansível por meio de cartão interno ou de unidade SSD externa.

O MTC-800 ainda oferece recursos para gestão da conectividade para usuários e da operação, como GPS, acelerômetro, giroscópio, CAN, sensores digitais ou analógicos integrados para gestão de conectividade e da operação de transporte. Comunicação redundante via rede pública  Lorawan e funcionamento simultâneo em rede privada para uso em aplicações de cidades inteligentes, com comunicação entre veículo e ponto, semáforo ou ativo urbano. 

O DVDR integrado, com entrada para quatro câmeras analógicas, mais câmeras IP, tem capacidade de armazenamento de imagens e envio em tempo real por conectividade 4G para situações como, fadiga do motorista, limite de velocidade, eventos de telemetria ou leitura de sensores, como a abertura de porta.

Duas câmeras opcionais de alta definição para visão computadocional permitem a visão do motorista com foco na jornada e na segurança da condução. O rastreamento e a telemetria mostram a localização e o detalhamento de status do veículo segundo a segundo para uso com foco na condução e no cumprimento do planejamento logístico. Há também portas de HDMI e de áudio para mensagens de usuários e publicidade. Segundo o fabricante, o conceito modular em um único equipamento permite maior facilidade de instalação e manutenção, com equipamentos e chicotes com conectores automotivos e padronizados.

A SPTrans não informou à reportagem da Technibus o total de ônibus que circulam em São Paulo atualmente com acesso gratuito à internet via wi-fi.

Por