Faturamento das autopeças cai 17,5% em 2020

Do total faturado pelas fabricantes no ano passado, o setor de reposição apresentou aumento de 1,41% em relação a 2019. As vendas para as montadoras caíram 24,33% e as exportações foram reduzidas em 6,85%

O faturamento líquido da indústria de autopeças caiu 13,1% em dezembro de 2020 na comparação com novembro. Este resultado já era esperado pelas fabricantes, segundo informou o Sindicato Nacional da Indústria de Componentes para Veículos Automotores (Sindipeças). No fechamento do ano o faturamento das empresas diminuiu 17,5% em relação a 2019, resultado bem melhor do que o esperado no ápice da pandemia da Covid-19.

Do total faturado pelas fabricantes de autopeças no ano passado, somente o setor de reposição apresentou aumento de 1,41% em relação a 2019. As vendas para as montadoras caíram 24,33%, as intrassetoriais diminuíram 13,84% e as exportações recuaram 6,85% em 2020.

O Sindipeças destaca em seu relatório que a utilização da capacidade produtiva, como acontece em todo os finais de ano, apresentou queda de quatro pontos percentuais em relação a novembro, mas fechou o ano acima de 70% de utilização, o melhor resultado para o mês desde o início da coleta da pesquisa, em 2010.

Pelo sexto mês consecutivo, os empregos subiram na indústria de autopeças. Registrou-se aumento de 1% na passagem de dezembro sobre novembro. No fechamento de 2020 tiveram queda de 8,4% em relação a 2019.

Por