Vendas de pneus para veículos pesados cresceram 0,7% em janeiro

Dos 650 mil pneus comercializados no país no primeiro mês do ano, 495,9 mil unidades foram para o mercado de reposição e 154 mil para as montadoras

As vendas de pneus para veículos pesados aumentaram 0,7% em janeiro em relação a dezembro de 2020, de 645,3 mil para 650 mil unidades. Segundo a Associação Nacional da Indústria de Pneumáticos (Anip), este movimento positivo é explicado pelo crescimento de 1% no repasse ao segmento de reposição, que passou de 491 mil produtos em 2020 para 495,9 mil em 2021, o qual acabou por anular a baixa de 0,1% nas vendas para as montadoras, que totalizou 154 mil unidades.

Na comparação com janeiro de 2020, quando foram vendidos 523,2 mil pneus, a alta foi de 24,2%. Este aumento, segundo a Anip, é decorrente tanto das vendas para as montadoras, as quais estão 17,8% maiores que no mesmo mês do ano passado (130,7 mil unidades), quanto para o mercado de reposição, o qual apresentou alta de 26% na comparação com janeiro de 2020 (392,4 mil unidades).

Com o crescimento de 24,2% o setor de carga se destacou no resultado da indústria de pneumáticos, que registrou em janeiro a venda total de 4,58 milhões de pneus (para veículos pesados, automóveis, comerciais leves e motos), crescimento de 4,7% na comparação com o mesmo mês de 2020. “Diante desse resultado fica visível que a indústria nacional de pneus segue trabalhando acima dos padrões pré-pandemia”, comenta a Anip.

Nas transações internacionais, o setor de pneumáticos acumulou em janeiro déficit de US$ 4,27 milhões, com a importação de US$ 75,6 milhões e a exportação de US$ 71,4 milhões. Esse saldo negativo é 395% maior do que no mesmo mês de 2020.

Em unidades, as fabricantes acumularam um saldo negativo de 1,7 milhão de pneus em janeiro, com importações de 2,68 milhões (9,3% a mais que em 2020) e exportações de US$ 982,9 mil pneus (7,6% inferior ao ano anterior).

Por