Mercedes-Benz traz mais novidades em ônibus rodoviários

Com motor mais potente de 430 cv, marca apresenta os novos modelos O 500 RSD 2443 6×2 e O 500 RSDD 2743 8×2

A Mercedes-Benz anunciou uma série de inovações para a linha O 500 de ônibus rodoviários. Com o novo motor de 430 cv, a marca traz para o mercado os modelos O 500 RSD 2443 6×2 e O 500 RSDD 2743 8×2. “E nós temos outro lançamento para o segmento rodoviário, o modelo O 500 RS com PBT de 19,6 mil quilos, que permite a instalação de carrocerias de 14 metros, atendendo à nova legislação do Contran”, informa Walter Barbosa, diretor de vendas e marketing de Ônibus da Mercedes-Benz do Brasil.

Outra novidade da marca para o segmento rodoviário está voltada ao O 500 RSDD, que se torna o primeiro ônibus rodoviário 8×2 do mercado brasileiro a vir equipado com piloto automático adaptativo (ACC), sistema de frenagem de emergência (AEBS) e sistema de aviso de faixa (LDWS) como itens de série. Essas tecnologias, já conhecidas e disponíveis para outros modelos da Linha O 500, podem ser requisitadas pelos clientes também em ônibus com freio a tambor. 

O aumento de potência do motor OM 457 LA deve-se a uma nova parametrização dos módulos eletrônicos, com novas curvas de potência e de torque, chegando-se em 430 cv a 2.000 rpm e a 2.100 Nm a 1.100 rpm.  “O mercado estava solicitando um ônibus mais potente, especialmente para carrocerias DD (Double Decker) e HD (High Decker) de 14 e de 15 metros”, destaca Barbosa. “A maior potência traz um ganho de eficiência nos motores de ônibus mais pesados, levando a um melhor desempenho em topografias mais severas. Além disso, somando-se a outras medidas, como o pacote Fuel Efficiency e o estilo de condução do motorista, pode-se chegar a até 10% de economia no consumo de combustível, reduzindo custo operacional para as empresas de transporte.”

O desenvolvimento do motor de 430 cv resultou no lançamento dos novos modelos O 500 RSD 2443 6×2 e RSDD 2743 8×2, incrementando o portfólio da marca para transporte rodoviário de médias e longas distâncias e para o turismo de luxo. Dessa forma, o cliente escolhe a configuração que melhor atenda suas demandas: DD para aplicação mista, com leito embaixo e classe executiva na parte superior do ônibus, e HD com poltronas na parte de cima e bagagens na parte de baixo.

Os ônibus O 500 RSD 2443 e RSDD 2743 contam com a chave geral com acionamento por tecla no painel de instrumentos, assistente de partida em rampa e a roda de alumínio 9.00 x 22,5 com pneu 295/80 R 22,5.

Além das diferentes variações de potência dos ônibus O 500, o portfólio da marca oferece três versões de caixas de mudanças: mecânica, automatizada e automática. Com isso, os clientes podem escolher a melhor combinação de motor e câmbio para a aplicação rodoviária de sua frota.

A partir de julho deste ano, o rodoviário O 500 RSDD 8×2 estará equipado com piloto automático adaptativo (ACC), sistema de frenagem de emergência (AEBS) e sistema de aviso de faixa (LDWS). Esta solução foi apresentada ao mercado em 2018, como item opcional, primeiramente para os chassis O 500 RS 1836 4×2 e RSD 2436 6×2 com freio a disco. Em 2019, alcançou o RS 4×2 e o RSD 6×2 com freio a tambor. A partir de 2020, também está disponível para o O 500 RSDD 8×2 com freio a tambor.

A Mercedes-Benz lança uma versão do O 500 RS 4×2 com peso bruto total (PBT) de 19,6 mil quilos para carrocerias de 14 metros de comprimento. “Com o PBT maior para o O 500 RS, estamos preparados para atender à Resolução 210 do Contran que autoriza carroçarias de 14 metros para veículos 4×2. Esse novo modelo se junta à versão já conhecida do O 500 RS de 18,5 mil quilos de PBT para carroçarias de 13,2 metros”, afirma Barbosa. 

Por