Ônibus elétricos Caio já circulam em São Paulo

Para a cidade de São Paulo, a empresa entregou nove ônibus Millennium elétricos e para Itatiba, interior paulista, foram 32 veículos

A Caio Induscar amplia suas vendas no mercado brasileiro. Para a cidade de São Paulo a empresa entregou nove unidades do ônibus Millennium, na versão 100% elétrica. Os veículos estão sendo utilizados pela Transwolff nas linhas da zona sul da capital paulista.

Com chassi D9W produzido pela chinesa BYD, os novos ônibus da Caio contam com baterias de ferro e lítio, que garantem autonomia de 250 quilômetros, em média, e capacidade de reverter a energia cinética em elétrica nos momentos de frenagem, sendo utilizada para realimentar o veículo.

Com 12,9 metros de comprimento, três portas de acesso e capacidade para 81 passageiros, os Millennium elétricos são da versão piso baixo e possuem assentos destinados a pessoas com deficiência, mobilidade reduzida e idosos. Eles serão carregados nos pontos de abastecimento instalados pela BYD, na garagem da Transwollf, na zona sul da cidade.

Os ônibus também estão equipados com tomadas USB, ar-condicionado, preparação para acesso à internet por wi-fi, monitoramento por câmeras e itinerários eletrônicos em Led. Contam ainda com sistema multiplex, que visa identificar possíveis falhas na parte operacional e elétrica dos veículos.

Os freios a disco regenerativos, com sistema ABS nas rodas dianteiras e traseiras, proporcionam maior segurança e autonomia ao veículo. A suspensão pneumática integral oferece conforto aos passageiros e ao motorista e o sistema de rebaixamento bilateral permite o ajoelhamento da suspensão, aumentando a comodidade e a segurança para embarque e desembarque dos passageiros. Também é possível elevar a altura da carroceria para transpor alguns obstáculos das vias públicas.

A coluna de direção regulável permite a regulagem de acordo com as características de cada motorista, melhorando assim questões de ergonomia.

Segundo a Caio, os veículos possuem itens que proporcionam mais comodidade e conforto aos passageiros durante as viagens, como assentos totalmente estofados e barreiras aos efeitos solares dos vidros na cor fumê.

Todos os ônibus adquiridos seguem as exigências da SPTrans, gerenciadora do sistema de transporte coletivo da capital paulista e fazem parte do projeto-piloto de geração de energia da prefeitura de São Paulo, que envolve abastecimento por energia solar.

Com a nova lei de mudanças climáticas, que propõe a renovação da frota do transporte público coletivo da cidade de São Paulo por veículos que utilizem fontes limpas e renováveis de energia, ficou determinado que as emissões de CO2 (gás carbônico) deverão ser reduzidas em 50% em dez anos e zeradas em até 20 anos.

As emissões de material particulado (MP) deverão ser cortadas em 90% e 95% em dez e 20 anos. Os dióxidos de nitrogênio (NOx) terão de ser reduzidos em 80% em dez anos e em 95% em 20 anos.

A Transwolff, que é tradicional cliente da Caio, possui em sua frota 1.200 ônibus, sendo 60% da marca Caio no modelo Apache Vip todos equipados com ar-condicionado, e mais 12 Millennium na versão 100% elétrica.

Para a cidade de Itatiba, no interior de São Paulo, a empresa entregou 32 ônibus.

Os novos veículos, adquiridos pela empresa Transporte Coletivo de Itatiba (TCI), tradicional cliente da marca, fazem parte da renovação de frota e marcam a nova fase do transporte coletivo do município.

Dos 32 ônibus adquiridos, 26 são do modelo Apache Vip com motor dianteiro, o ônibus urbano mais vendido do país e o produto consagrado no mercado de transportes, de acordo com a Caio Induscar.

As outras seis unidades são do micro-ônibus F2400, na versão urbana, que traz praticidade para circular por ruas mais estreitas do município.

Todos os ônibus possuem novo visual, com layout que homenageia os principais pontos turísticos de Itatiba, como a Matriz, Parque da Juventude e o Museu. Os veículos estão equipados com recursos tecnológicos, como o sistema multiplex, o qual proporciona ao condutor o controle total das funções do ônibus e auxilia a identificação de falhas na parte operacional e elétrica do veículo. Contam com preparação para GPS e wi-fi , catraca e bilhetagem eletrônica, itinerários eletrônicos em Led, tomadas USB e sistema de monitoramento interno por câmeras, oferecendo maior segurança para todos que utilizam o transporte coletivo. Os ônibus são totalmente acessíveis, com elevadores e assentos destinados a pessoas com deficiência, mobilidade reduzida e idosos

Veja também

Por